Nanorrelógio pode funcionar como sensor

Posted By : Enaie Azambuja
Nanorrelógio pode funcionar como sensor

Um ponteiro nanomecânico, um pequeno cilindro sustentado e movido por luz, mostrou-se capaz de mostrar o tempo no que talvez possa ser o menor relógio do mundo. Relógios de alta precisão e ultraminiaturizados são essenciais em nossas vidas diárias, estando no coração de tecnologias como o GPS e a internet, onde relógios estáveis definem a velocidade com que a informação pode ser recebida e transmitida.

Stefan Kuhn, da Universidade de Viena, na Áustria, desenvolveu um ponteiro incrivelmente estável para um relógio que marca o tempo pelas rotações de um cilindro de silício de tamanho micrométrico, levitado por luz. O pequeno rotor é impulsionado por pulsos de luz polarizada, que fazem com que ele gire um milhão de vezes por segundo.

A levitação por luz é essencial para manter o ponteiro estável, imune às variações ambientais. Por outro lado, sua rotação continua muito sensível ao seu ambiente. Isto significa que o ponteiro muito pequeno e muito preciso pode ser usado para medir propriedades do mundo em nanoescala com muita precisão - por exemplo, variações instantâneas de pressão em distâncias de micrômetros para baixo. Ou então, o cilindro levitado poderia ser movido através de um fluxo de gás para medir a turbulência, ou através de um feixe de átomos ou de luz para discernir suas propriedades.

A equipe afirma que, no futuro, pode ser possível usar este método até mesmo para testar os limites da física quântica.


Você deve ser logado para comentar

Escreva um comentário

Sem comentários




Mais de Universität Wien (University of Vienna)

Inscreva-se para ler nossas publicações

Inscreva-se

Inscreva-se para ver nossos downloads

Inscreva-se

Vietnam International Defense & Security Exhibition 2020
4th March 2020
Vietnam National Convention Center, Hanoi