A sobreposição quântica macroscópica sairá do papel?

5th January 2016
Source: Stanford
Posted By : Enaie Azambuja
A sobreposição quântica macroscópica sairá do papel?

Pesquisadores da Universidade de Stanford ampliaram o recorde para a sobreposição quântica macroscópica (a ideia de se estar em dois lugares, ou estados, ao mesmo tempo) de 1 para 54 centímetros, ao lançarem uma nuvem sobrearrefecida dos átomos de rubídio, todos no mesmo estado, 10 metros dentro do ar com o uso de um laser. Os resultados foram publicados na revista Nature.

A sobreposição quântica é um dos princípios fundamentais da mecânica quântica. O princípio afirma que estados quânticos válidos podem ser unidos e o resultado será um outro estado quântico válido. O curioso formato de interferência dos fótons no famoso experimento da dupla fenda é uma consequência observável da sobreposição.

No entanto, na cultura popular, quando falamos de sobreposição logo pensamos no gato de Schrödinger. Um gato em uma caixa fechada com um veneno – que é ativado por um certo processo quântico imprevisível – está igualmente vivo e morto até que a caixa seja aberta. O gato e os seus átomos não estão em dois estados distintos, mas pelo fato de o sistema estar isolado e governado pela mecânica quântica, as descrições "morto" e "vivo" são perfeitamente válidas.

Sistemas macroscópicos são geralmente complexos demais para "sobrepor", então, o grupo de Stanford criou uma nuvem de Condensado de Bose-Einstein com dez mil átomos sobrearrefecidos de rubídio. Quando a substância está em estado Condensado de Bose-Einstein, todos os seus átomos estão no mesmo estado, e os fenômenos quânticos tornam-se aparentes a nível macroscópico. 

Os cientistas utilizaram um laser para enviar a nuvem de Condensado de Bose-Einstein a cerca de dez metros de altura para dentro de uma câmara super-resfriada. Isto fez com que os átomos entrassem em um de dois estados possíveis: um estado fundamental (a energia mínima possível para os átomos) ou a um estado mais excitado. Os cientistas observaram que quando a nuvem alcançava o topo, os dois estados estavam perfeitamente misturados e separados por 54 centímetros. Depois, os cientistas permitiram com que a nuvem voltasse ao ponto inicial ao descer para o fundo da câmara, onde eles observaram que a nuvem estava em sobreposição; cada átomo parecia estar caindo de ambos dez metros e nove metros e 46 centímetros.

Embora essa conquista seja incrível, ainda não está claro se objetos macroscópicos podem ser dispostos em sobreposição. Ainda assim, a habilidade de sobrepor grandes grupos de átomos permitiria a ocorrência de melhores testes de relatividade e gravidade geral e, até mesmo, futuros detectores de ondas gravitacionais. 


Você deve ser logado para comentar

Escreva um comentário

Sem comentários




Inscreva-se para ler nossas publicações

Inscreva-se

Inscreva-se para ver nossos downloads

Inscreva-se

Connected World Summit 2019
22nd October 2019
United Kingdom The Business Design Centre, London
Hotspots Specials 2019
24th October 2019
Germany Böblingen, Germany
IoT Solutions World Congress 2019
29th October 2019
Spain Barcelona
Maintec 2019
30th October 2019
United Kingdom NEC, Birmingham
NOAH Conference 2019
30th October 2019
United Kingdom Old Billingsgate, London