Imãs moleculares são ideais para o armazenamento de dados

17th October 2017
Posted By : Enaie Azambuja
Imãs moleculares são ideais para o armazenamento de dados

Uma equipe da Universidade de Manchester, no Reino Unido, demonstrou que a histerese magnética, um efeito de memória que é um pré-requisito de qualquer armazenamento de dados, ocorre em ímãs moleculares a -213ºC, muito próximo da temperatura do nitrogênio líquido (-196ºC). Portanto, pode ser possível manter sistemas de armazenamento de dados com ímãs moleculares resfriados com nitrogênio líquido, relativamente barato, ao invés de hélio líquido, muito mais caro e igualmente frio (-269ºC).

O potencial do armazenamento de dados moleculares é excepcional. As tecnologias moleculares podem armazenar mais de 200 terabits de dados por polegada quadrada - cerca de 25.000 GB de informações armazenadas dentro do tamanho aproximado de uma moeda.

Os ímãs de molécula única, formados com átomos de elementos químicos da classe dos lantanídeos, apresentaram o efeito de memória magnética nas temperaturas mais altas vistas até agora.

Os lantanídeos são metais também conhecidos como terras raras, utilizados em virtualmente todos os aparelhos eletrônicos. A equipe alcançou seus resultados utilizando o elemento disprósio e acredita que pode haver outras configurações que se equiparem aos -196ºC do nitrogênio líquido.


Você deve ser logado para comentar

Escreva um comentário

Sem comentários




Inscreva-se para ler nossas publicações

Inscreva-se

Inscreva-se para ver nossos downloads

Inscreva-se

embedded world 2019
26th February 2019
Germany Nuremberg
Wearable Tech Show 2019
12th March 2019
United Kingdom London
AMPER 2019
19th March 2019
Czech Republic Brno Exhibition Centre
LOPEC 2019
19th March 2019
Germany Messe Munchen
RF & Microwave 2019
20th March 2019
France Paris Expo, Porte de Versailles