Desenvolvendo vidros invisíveis: uma mágica baseada na nanociência

7th November 2017
Posted By : Enaie Azambuja
Desenvolvendo vidros invisíveis: uma mágica baseada na nanociência

Todas as telas têm vidros que as protegem. No entanto, vidros possuem a desvantagem de gerar reflexos, principalmente em áreas de forte iluminação. Andreas Liapis, do Laboratório Nacional Brookhaven, nos EUA, pode ter encontrado um meio de fabricar o antirreflexo ideal: tornar os vidros virtualmente invisíveis. Ele produziu estruturas em nanoescala na superfície do vidro, as quais foram projetadas para lidar com a luz de forma muito precisa.

Sempre que a luz encontra em seu caminho uma mudança abrupta no índice de refração, uma parte dela é refletida - o índice de refração é uma medida de quanto um raio de luz se curva à medida que passa de um material para outro, como do ar para o vidro.

As nanoestruturas em forma de pilar têm o efeito de fazer com que o índice de refração mude gradualmente daquele do ar para o do vidro, evitando reflexos. O vidro ultratransparente nanotexturizado é antirreflexivo em uma ampla faixa de comprimentos de onda, incluindo todo o espectro visível e infravermelho próximo, e em uma ampla gama de ângulos de visão.

Para texturizar as superfícies de vidro em nanoescala, Liapis utilizou uma abordagem chamada automontagem, que é a capacidade de certos materiais para formar espontaneamente arranjos ordenados por conta própria.

Neste caso, a automontagem de um copolímero de bloco gerou um modelo para gravar a superfície de vidro com uma floresta de cones nanométricos - é esta geometria que elimina quase completamente as reflexões da luz.

Os copolímeros de bloco são polímeros industriais (cadeias repetitivas de moléculas) encontrados em muitos produtos, incluindo solas de sapato, fitas adesivas e interiores automotivos.

As reflexões são tão reduzidas que o vidro torna-se essencialmente invisível. Poderá fazer mais do que melhorar a experiência dos usuários das telas de aparelhos eletrônicos. Ele também poderá aumentar a eficiência da conversão de energia das células solares, minimizando a quantidade de luz solar perdida pela reflexão.

Além disso, pode se tornar uma alternativa aos relativamente frágeis revestimentos antirreflexo utilizados em lasers de alta potência presentes nos dispositivos médicos e componentes aeroespaciais.


Você deve ser logado para comentar

Escreva um comentário

Sem comentários




Mais de Brookhaven National Laboratory

Inscreva-se para ler nossas publicações

Inscreva-se

Inscreva-se para ver nossos downloads

Inscreva-se

SPS IPC Drives 2017
28th November 2017
Germany Nuremberg
Cyber Security - Oil, Gas, Power 2017
29th November 2017
United Kingdom London
AI Tech World
29th November 2017
United Kingdom Olymipa, London
Maker Faire 2017
1st December 2017
Italy Rome
Virtual & Augmented Reality Creative Summit 2017
5th December 2017
United Kingdom Picturehouse Central, London