Processador 3D combina computação e armazenamento

18th July 2017
Source: Stanford
Posted By : Enaie Azambuja
Processador 3D combina computação e armazenamento

Engenheiros da Universidade de Stanford e do MIT, nos EUA, utilizaram duas nanotecnologias complementares para desenvolver um processador de computador 3D que promete viabilizar uma nova geração de microeletrônicos energeticamente eficientes e capazes de processar enormes quantidades de dados. O protótipo representa uma mudança radical em relação aos chips atuais.

Em vez de usar componentes de silício, o chip usa nanotubos de carbono e células de memória de acesso aleatório resistivo (RRAM), um tipo de memória não-volátil que funciona mudando a resistência elétrica de um material sólido.

O processador integra mais de 1 milhão de células de memória RRAM e 2 milhões de transistores de efeito de campo de nanotubos de carbono, tornando o sistema nanoelétrico mais complexo já feito com essas nanotecnologias emergentes - várias vezes maior do que o primeiro protótipo da equipe a usar lógica e memória empilhadas para fazer um processador 3D.

As memórias RRAM e os transistores de nanotubos de carbono são construídos verticalmente uns sobre os outros, criando uma arquitetura de computador 3D inovadora e muito densa, com camadas entrelaçadas de lógica e memória. Inserindo fios entre as camadas em uma densidade muito maior do que se pode alcançar nos chips 2D planos, esta arquitetura 3D promete resolver o problema do gargalo da comunicação intrachip, que já está inibindo a inserção de mais núcleos nos processadores tradicionais.

Os circuitos de nanotubos de carbono e a memória RRAM podem ser fabricados a temperaturas muito mais baixas, abaixo dos 200ºC, de forma que podem ser fabricados em camadas sem prejudicar os circuitos abaixo, fabricados anteriormente.

De acordo com a equipe, a nova arquitetura oferece vários benefícios simultâneos para os futuros sistemas de computação. A equipe pretende agora iniciar uma parceria com uma fábrica de semicondutores para começar a desenvolver o processo em escala industrial.


Você deve ser logado para comentar

Escreva um comentário

Sem comentários




Últimos Posts

Inscreva-se para ler nossas publicações

Inscreva-se

Inscreva-se para ver nossos downloads

Inscreva-se

SPE Offshore Europe 2017
5th September 2017
United Kingdom Aberdeen Exhibition & Conference Centre
EPE 2017 ECCE Europe
11th September 2017
Poland Warsaw
ON Semiconductor Power Seminars 2017
11th September 2017
United Kingdom
DSEI 2017
12th September 2017
United Kingdom ExCeL, London
RWM 2017
12th September 2017
United Kingdom NEC, Birmingham